Atuação

Baixo Carbono & Resiliência

Para enfrentar os efeitos da emergência climática nos territórios, trabalhamos com a elaboração de Planos de Ação (sejam climáticos, de logística e mobilidade ou de energias renováveis e eficiência energética), que têm como objetivo orientar os governos locais a planejarem com eficiência o espaço urbano, mitigando emissões de Gases de Efeito Estufa (GEEs) e adaptando-se às consequências já existentes da mudança do clima.

 

A área de Baixo Carbono e Resiliência é responsável pela implementação dos projetos de cooperação internacional do ICLEI Global em que participam cidades da América do Sul, e faz a coordenação das atividades que incidem nos territórios dos governos locais dos escritórios regionais na região (localizados na Argentina e Colômbia) e cria novas metodologias e ferramentas voltadas para mitigação e planejamento sustentável de setores específicos.

 

GREEN CLIMATE CITIES (GCC)

Metodologia

 

O Green Climate Cities Program (GCC) conta com 25 anos de experiência e conhecimento por meio da Campanha Cidades para a Proteção do Clima (CCP) do ICLEI, o primeiro e maior movimento global de governos locais para combater as mudanças climáticas. O GCC leva o planejamento e as ações locais para o próximo nível.

 

Os programas do ICLEI (GCC) apoiam as comunidades locais que estão na vanguarda, enfrentando os desafios e oportunidades do crescimento urbano, explorando sua economia e infraestrutura verdes e seguindo um caminho de desenvolvimento de baixo carbono. A metodologia GCC é um processo de nove etapas que fornece acesso a ferramentas, instrumentos, práticas recomendadas e suporte para gerenciamento de processos.

METODOLOGIA

Veja aqui como funciona a metodologia GCC e o processo de nove etapas que fornece acesso a ferramentas, instrumentos, práticas recomendadas e suporte para gerenciamento de processos.

I. ANALISAR

Compromisso e mobilização, pesquisa e avaliação para definir a linha de base.

II. AGIR

Desenvolver a estratégia, detalhar o financiamento, implementar e monitorar.

III. ACELERAR

Integração e colaboração, revisão e na hora dos procedimentos e divulgação da agenda.