Medellín ganha prêmio mundial por seu compromisso com a mobilidade sustentável

Esta é a segunda edição do Prêmio Mobiprize, que tem o apoio da rede de cidades ICLEI - Governos Locais pela Sustentabilidade,

10 de dez de 2015

Reprodução

A inovação, integração e os benefícios aos cidadãos que o Sistema de Metrô e o programa de bicicletas públicas EnCicla fornece, levaram a Cidade de Medellín a ganhar este destaque entre as demais cidades.

Esta é a segunda edição do Prêmio Mobiprize, que tem o apoio da rede de cidades ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade, a qual Medellín é membro desde 2013.

Mais uma vez, Medellín chama a atenção mundial para o desenvolvimento do transporte multimodal. O trabalho que começou em novembro de 1995 com a abertura do Metro, abriu espaço para o avanço no sentido de uma mobilidade inovadora, incluindo a população marginalizada, identificando outras possibilidades de sistemas de transporte e avançando para ser uma cidade mais sustentável.

E assim seguiu, com a chegada do Metrocables, as escadas rolantes na comuna 13, o sistema BRT (Metroplus), o bonde Ayacucho e o sistema de bicicletas públicas, instalado na Região metropolitana de Medellín do Valle de Aburrá.

Segundo os organizadores do Prêmio Mobiprize, “foi fundamental Medellín ter realizado uma proposta conjunta entre várias entidades, o que é um sinal de boa articulação entre diferentes sistemas de mobilidade”. Além da integração através do cartão Cívica, o que também influenciou foram os avanços tecnológicos em ferrovias e o impacto social que elas tiveram nos cidadãos. Em um evento em Nova Deli, a ser realizado em Março de 2016, Medellín será premiada publicamente e será exibido um vídeo, que foi usado para competir por este esforço, que compromete mais ainda a cidade para continuar tomando medidas de mobilidade sustentável, assim como para inspirar outras grandes capitais do mundo.

Os alcances do Metrô e do EnCicla: O Sistema de Metrô de Medellín é único na Colômbia. É uma empresa que conseguiu transcender, indo além da prestação de um serviço de transporte, para gerar um sentimento de pertencimento entre os seus usuários e, além disso, tornou-se um espaço de encontro social e cultural para os habitantes da cidade. Essa é a principal diferença com as outras metrópoles do mundo. Hoje, o Metrô de Medellín leva, em um dia útil, mais de 820.000 pessoas, em dois caminhos de ferrovia. O EnCicla, sistema de bicicletas públicas, projeto único no país, agora tem 51 estações de operação, mais de 30.000 usuários cadastrados e atingiu a quantidade de 8.000 empréstimos de bicicleta por dia.

Para inverter a pirâmide da mobilidade, dando prioridade aos pedestres e ciclistas, o programa EnCicla se baseia no compromisso real para transformar Medellín em uma cidade com tráfego menor de veículos, emitindo menos CO2, e tornando-se portanto, uma cidade mais saudável.

Notícia por Alcaldía de Medellín