Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo ganham juntas prêmio internacional de transporte sustentável

A décima edição do Sustainable Transport Award decide pela primeira vez premiar três cidades ao mesmo tempo

14 de jan de 2015

Reprodução

A décima edição do Sustainable Transport Award decide pela primeira vez premiar três cidades ao mesmo tempo

 

A décima edição do Sustainable Transport Award (STA) chegou a um resultado inédito e decidiu pela primeira vez em sua história premiar três cidades ao mesmo tempo: Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte.

Realizado pelo Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP, da sigla em inglês para Institute for Transportation and Development Policy), em parceria com o Comitê Diretor do Sustainable Transport Award (STA), o Sustainable Transport Award (STA) anunciou as três cidades vencedoras ontem (13/1) em Washington, DC, nos Estados Unidos. A premiação foi recebida pelo Prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda; Laudemar Aguiar, Coordenador de Relações Internacionais da Prefeitura do Rio de Janeiro; e Ciro Biderman, Presidente da SPTrans, representando a cidade de São Paulo.

“Estamos vivendo uma crise de mobilidade, e o prêmio reconhece as cidades que tiveram coragem política para tentar mudar esse quadro no último ano. Isso não quer dizer que Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo são modelos de cidade. Elas ainda tem muito o que progredir, mas esse resultado nos mostra que no Brasil fizemos mais progressos do que muitas outras cidades do mundo que enfrentam desafios parecidos com os nossos”, explica Clarisse Linke, diretora executiva do ITDP no Brasil.

Desde 2005, o Sustainable Transport Award (STA) é concedido anualmente a uma cidade que tenha implementado iniciativas que melhorem a mobilidade de pedestres, ciclistas e usuários do transporte público, assim como reduzir a emissão de gases do efeito estufa durante o ano anterior.

Em 2014, São Paulo expandiu de forma impressionante sua infraestrutura cicloviária e está no caminho para chegar a 400 quilômetros até o final deste ano. A cidade também iplementou 320 quilômetros de vias exclusivas para ônibus, o que aumentou a velocidade média dos veículos em 21%, priorizando claramente o transporte público em detrimento do individual. Além disso, aprovou um novo Plano Diretor com uma proposta ousada: a eliminação de número mínimo de vagas de estacionamento para novos empreendimentos em toda a cidade, o que faz de São Paulo a primeira megalópole a adotar essa medida em toda a sua extensão.

Belo Horizonte implementou dois novos corredores rápidos de ônibus (BRT, da sigla em inglês para Bus Rapid Transit), projetos importantes do Plano Municipal de Mobilidade Urbana da cidade: os corredores MOVE Cristiano Machado e MOVE Antônio Carlos cobrem hoje 23 quilômetros. A cidade também transformou o centro da cidade em um ambiente amigável para o pedestre, encorajando as pessoas a caminhar e a pedalar mais, ao fechar ruas ao trânsito de veículos e implementar 27 quilômetros de infraestrutura cicloviária.

Já o Rio de Janeiro tem investido em transporte de alta capacidade e está fazendo progressos permanentes com a implementação do BRT Transcarioca, o segundo de seus corredores rápidos de ônibus. O novo corredor tem 39 quilômetros de extensão e já atende uma média de 270.000 passageiros por dia, e recentemente recebeu o selo Ouro de acordo com o internacionalmente reconhecido Padrão de Qualidade BRT.

Entre os vencedores de edições passadas do Sustainable Transport Award (STA) estão Buenos Aires (2014), Cidade do México, México (2013); Medellin na Colômbia e San Francisco nos EUA (2012); Guangzhou na China (2011); Ahmedabad na Índia (2010); New York nos Estados Unidos (2009); Londres no Reino Unido (2008); Paris na França (2008); Guayaquil no Equador (2007); Seoul na Coreia do Sul (2006), e Bogotá na Colômbia (2005).

As cidades vencedoras do Sustainable Transport Award (STA) são escolhidas por um Comitê do qual fazem partes os maiores especialistas e organizações atuantes internacionalmente na área de mobilidade sustentável e transportes. Em 2015, o Comitê Diretor do Sustainable Transport Award (STA) foi formado por:

 

  • Institute for Transportation and Development Policy
  • EMBARQ, The World Resources Institute Center for Sustainable Transport
  • The World Bank
  • Transit Center
  • GIZ (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit)
  • Clean Air Asia
  • Clean Air Institute
  • Transport Research Laboratory (TRL)
  • ICLEI – Local Governments for Sustainability

 

Fonte: ITDP