ICLEI e Rio de Janeiro vão promover iniciativas em escolas da rede Municipal da Cidade

Através do projeto, o ICLEI América do Sul e o Município do Rio vão implementar ações de baixo carbono em escolas da rede Municipal

19 de ago de 2015

Reprodução

A Cidade do Rio de Janeiro tem demonstrado uma importância estratégica no âmbito do projeto Urban-LEDS, no qual figura como cidade satélite ao lado de outros cinco municípios. Através do projeto, o ICLEI América do Sul e o Município do Rio vão implementar ações de baixo carbono em escolas da rede Municipal com potencial de replicação em outras escolas e cidades.

Na manhã de ontem (18), o Gerente de Mudanças Climáticas do ICLEI América do Sul, Igor Albuquerque, junto ao Gerente de Mudanças Climáticas da Prefeitura do Rio, Nelson Moreira Franco e a representante do PMP, Irma Lins, se reuniram para decidir quais intervenções prioritárias de baixo carbono seriam adotadas nas escolas.

Com o intuito de conhecer o local onde as primeiras ações serão aplicadas, a rede ICLEI, junto a representantes da SMAC (Secretaria de Meio Ambiente), visitou duas escolas na cidade, uma na comunidade da Rocinha, Escola Francisco de Paula Brito e outra no bairro de Jacarepaguá, Escola Claudio Besserman Vianna.

As intervenções pré-identificadas foram:

  • Instalação de painéis fotovoltaicos
  • Instalação de filtros de energia
  • Instalação de cobertura vegetal auto irrigável

As três intervenções pré-identificadas tem como objetivo alcançar melhorias e serem replicadas por um amplo número de escolas da cidade. A instalação de painéis fotovoltaicos tem como objetivo a redução do consumo energético e apresenta grande potencial na área de educação ambiental. A iniciativa relacionada à instalação de filtros de energia tem como base a melhoria da qualidade da energia elétrica da rede instalada, reduzindo os efeitos causados por distorção de frequência, surtos de tensão e correntes, e ruídos. Por fim, a terceira ação busca a redução da carga térmica e melhoria em eficiência energética.

 

O objetivo principal das intervenções é promover o desenvolvimento urbano de baixo carbono na Cidade do Rio de Janeiro e que outras cidades possam se inspirar com as medidas que serão adotadas. Iniciativas como essas, aplicadas em espaços dedicados à educação infantil, tem alto potencial de conscientização e educação ambiental, além de aproximar os cidadãos dos desafios climáticos.