Belo Horizonte capacita gestores sobre políticas públicas de agroecologia e agricultura urbana

Intercâmbio virtual promoveu a troca de experiência e aprendizados para aprimorar conhecimentos técnicos e qualificar a política municipal de agricultura urbana

25 de fev de 2021

Crédito: Horta Comunitária no Centro Cultural de São Paulo

Aconteceu no último dia 19 de fevereiro o intercâmbio virtual “Políticas Públicas de Agroecologia e Agricultura Urbana”, promovido pela Subsecretaria de Segurança Alimentar e Nutricional da cidade de Belo Horizonte. 

 

O encontro promoveu a formação e capacitação técnica para aprimorar a qualificação da política municipal de agricultura urbana e agroecologia dos gestores e funcionários municipais, por meio de troca de experiências com a cidade de Rosario (Argentina), representada por Javier Alejandro Couretot, integrante da equipe técnica do Programa de Agricultura Urbana de la Municipalidad; Arpad Spalding, consultor do projeto Ligue os Pontos; Nicole Gobeth, gestora do projeto Ligue os Pontos; Vera Vilella, membro do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (COMUSAN); e Patrícia Marra Sepe, membro do projeto Ligue os Pontos, da Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento representantes da Prefeitura de São Paulo (Brasil), além de diversos parceiros entre instituições e organizações sociais que atuam na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

 

Os representantes das cidades destacaram o histórico da elaboração de políticas públicas relacionadas à agricultura urbana e segurança alimentar, como esses processos são organizados de maneira técnica a nível local e os principais desafios enfrentados durante o ciclo de implantação das ações. 

 

Daniela Adil, diretora de Fomento à Agroecologia e Abastecimento da Subsecretaria de Segurança Alimentar e Nutricional da Prefeitura de Belo Horizonte, destacou a importância da sub-rede CITYFOOD, iniciativa do ICLEI América do Sul, em promover a aproximação entre as cidades, a troca de experiências e o fomento à criação, por meio da cooperação, de um sistema alimentar urbano-regional sustentável e resiliente.

 

O conteúdo trocado durante o intercâmbio servirá de referência para a formulação e qualificação das ações no município, contribuindo para que outras cidades desenvolvam políticas que contemplem a agroecologia e a agricultura urbana. 

 

Saiba mais sobre a sub-rede CITYFOOD.