ICLEI Innovation seleciona 11 startups para processo de mentoria

O Programa de Aceleração do ICLEI Innovation terá duração de aproximadamente 12 semanas e apoiará o desenvolvimento e crescimento das equipes envolvidas

14 de out de 2020

Crédito: Sergio Souza / Unsplash

Após receber 57 inscrições de startups interessadas em gerar soluções tecnológicas que atendam às necessidades e desafios dos municípios brasileiros, o ICLEI Innovation selecionou 11 projetos para participarem da fase de aceleração da iniciativa.

 

Iniciado no dia 14 de setembro, o Programa de Aceleração do ICLEI Innovation terá duração de aproximadamente 12 semanas e apoiará o desenvolvimento e crescimento das equipes envolvidas, que terão acesso à plataforma de e-learning da Tração Online, que possui a metodologia Growth Path e oferece um diagnóstico preciso do estágio de tração do negócio, ajudando os participantes selecionados a tomarem decisões conscientes e baseada em dados.

 

Os projetos também iniciaram, no dia 24, o processo de mentoria, para auxiliar na construção do plano estratégico e tático-operacional do negócio. Em encontros de uma hora semanais, os padrinhos ou madrinhas dão suporte às ações que as startups estiverem executando. 

 

Ao final, pretende-se criar um plano de crescimento da empresa, que será evoluído a cada módulo. Após a fase de aceleração, será realizado o evento “Demo Day”, que contará com a apresentação dos projetos selecionados.

 

Após essas apresentações, uma comissão julgadora definida pelo Programa selecionará até cinco participantes – e as respectivas soluções – que poderão integrar o portfólio do ICLEI América do Sul.

 

Mentoria padrinho/madrinha

 

O mentor padrinho/madrinha terá o papel de ajudar a startup junto ao mercado e ao problema que ela se dispôs a resolver. Ao todo serão cinco mentores, cada um colaborando com duas equipes.


Uma das mentoras madrinha é Thais Zschieschang, responsável técnica pelo Green Sampa e analista da Prefeitura de São Paulo.
Para ela, as cidades concentram uma série de desafios por questões estruturais, seja pelo não planejamento em suas construções prévias ou por estratégias de planejamento que não representam a realidade local. “Trazer soluções sustentáveis e inspiradas em princípios da natureza é uma ótima prática para a construção de espaços diversos, integrativos e com melhor qualidade de vida. Esses são fatores impulsionadores da própria lógica inovativa, gerando um ciclo virtuoso e proporcionando uma ressignificação cultural do uso de ativos, de recursos naturais e do próprio espaço urbano”, observa Zschieschang.

 

Com o processo de mentoria, ela espera acompanhar a aplicação das soluções e de suas promessas de cuidados e melhorias ao espaço urbano. “Minha expectativa é colaborar com o aterrizar das informações passadas e ferramentas sugeridas pelos fluxos qualificativos do programa, com a adaptação e priorização, segundo características das startups acompanhadas, otimizando suas respectivas janelas de aprendizado e de desenvolvimento de negócio.”

 

Outro mentor padrinho será Vitor Sá, analista de planejamento do Centro de Operações Rio (COR). De seu posto de trabalho, ele enxerga o aumento de eventos climáticos severos e seus impactos na capital fluminense. Para ele, a utilização de soluções baseadas na natureza para o desenvolvimento urbano não torna as cidades apenas mais agradáveis, mas principalmente salva vidas.

 

“Após conhecer a startups participantes do Programa de Aceleração do ICLEI Innovation, sei que sairão ótimas soluções inovadoras. Como padrinho, pretendo auxiliar as startups com todo o conhecimento e rede de contatos do Centro de Operações, com a finalidade de aprimorar ainda mais as soluções e torná-las 100% viáveis”, aponta.

 

CEO da Wylinka, Ana Carolina Calçado, espera apoiar as startups com novos pontos de vista, foco em caminhos que gerem mais valor, experiência com desenvolvimento tecnológico e conexões relevantes para o desenvolvimento do negócio.A tecnologia pode trazer soluções que tratem os desafios de desenvolvimento das cidades brasileiras de uma forma inovadora e mais efetiva, possibilitando novas abordagens, solução em maior escala e mais sustentabilidade”, afirma Calçado.

 

O vice-presidente da Fomenta Rio, Rafael Ribeiro, também participará do processo de mentoria. A agência é uma das patrocinadoras do ICLEI Innovation.

 

Segundo Ribeiro, a tecnologia pode e deve ser uma grande aliada da sustentabilidade. “Para a criação de cidades sustentáveis, o desenvolvimento urbano precisa estar sempre aliado a natureza, e nada mais inovador do que fazer esse elo através da tecnologia. As startups do programa fazem isso com profissionalismo e muita paixão, fatores essenciais para o sucesso de qualquer empreitada”, acredita.

 

“A expectativa é de fazer parte da revolução que essas startups estão fazendo, com um tema tão importante para o planeta e para a sociedade. Espero repassar um conteúdo que contribua para essas soluções, desmistificando barreiras imaginárias e ajudando a alavancar e escalar os projetos.” 

 

Projetos selecionados

 

Ao abrir uma chamada nacional de participantes para o seu Programa de Aceleração, o ICLEI Innovation recebeu 57 inscrições de 10 estados brasileiros, além do Distrito Federal. As onze startups selecionadas estão listadas a seguir.

 

  • Verde Drone
  • Anubz Innovative Solutions
  • Arbolink
  • Exati Tecnologia
  • Tree & Arboriculture Technology
  • GAIA – Gestão de Arborização Urbana
  • CTC Soluções
  • MapTree
  • VerdeNovo
  • Ecosocial – Design em tecnologias inclusivas
  • Jardins de Cerrado

 

O ICLEI Innovation 

 

Em fevereiro de 2020, uma parceria entre o ICLEI América do Sul e a Publicae lançou o ICLEI Innovation. A iniciativa terá ênfase em desenvolvimento urbano sustentável e empreendedorismo através do apoio à startups atuantes nas áreas de inovação e sustentabilidade para a gestão pública local. 

 

Sem perder de vista a crise sanitária imposta pela Covid-19, o ICLEI Innovation buscará ainda soluções que apoiem o enfrentamento ao novo coronavírus e dialoguem com a reestruturação dos governos locais no pós-pandemia. 

 

Em um contexto no qual as startups vêm ganhando espaço com soluções inovadoras em diversas áreas, o ICLEI Innovation surge com o intuito de fomentar startups de impacto que ofereçam soluções para que as cidades avancem rumo à uma gestão mais sustentável.

 

Sobre as organizações 

 

O ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade é uma rede global de mais de 1.750 governos locais e regionais comprometida com o desenvolvimento urbano sustentável. Ativo em mais de 100 países, a organização influencia as políticas de sustentabilidade e impulsiona a ação local para o desenvolvimento de baixo carbono, baseado na natureza, equitativo, resiliente e circular. O ICLEI América do Sul conecta seus mais de 80 governos associados em oito países a este movimento global. 

 

A Publicae é uma uma joint venture estabelecida entre FCJ Venture Builder e Houer Concessões, especialistas em aceleração de startups e mercados de inovação. 

 

Parceiros 

 

O ICLEI Innovation conta com parceiros institucionais e técnicos, além de patrocinadores, que são referência em inovação e sustentabilidade nas cidades e ajudarão a dar visibilidade e alcance ao projeto. 

 

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente do Rio de Janeiro e a agência de desenvolvimento Fomenta Rio são parceiros e patrocinadores do ICLEI Innovation. 

 

O projeto também conta com o apoio da Prefeitura de São Paulo e da Prefeitura de Porto Alegre, através da agência de desenvolvimento Pacto Alegre. Entre os parceiros técnicos e institucionais do ICLEI Innovation estão: Aliança pela Inovação (Fundação Brava, Instituto Humanize e Instituto Arapyaú); Climate Ventures; Fórum CB27; Fundação Avina; Sea Legacy; WayCarbon; e Wylinka. 

 

Para mais informações do ICLEI Innovation, acesse o site do projeto.

Tags: CB27, Cidades Sustentáveis, Covid-19, ICLEI Innovation, Porto Alegre, Programa de Aceleração, Rio de Janeiro, São Paulo, WayCarbon