SEEG Cidades

 

Diante da crescente preocupação com as consequências das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEEs) para as cidades e a partir do Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa (SEEG), criado pelo Observatório do Clima (OC) como fonte de dados sobre fontes de emissões – Agropecuária, Energia, Mudanças de Uso da Terra, Processos Industriais e Resíduos-, surgiu o projeto SEEG Cidades, que faz um mapeamento das emissões em nível municipal.

 

O Brasil é o 7º maior emissor mundial de Gases de Efeito Estufa (GEEs), segundo dados disponibilizados pelo OC.

 

As Estimativas de Emissões e Remoções de Gases de Efeito Estufa são geradas segundo as diretrizes do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), com base na metodologia dos Inventários Brasileiros de Emissões e Remoções Antrópicas de Gases do Efeito Estufa, elaborados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), e em dados obtidos junto a relatórios governamentais, institutos, centros de pesquisa, entidades setoriais e organizações não governamentais.

 

A partir do SEEG Cidades, podem ser encontradas soluções para mitigar os efeitos gerados por essa alta emissão de gases em nível local e, consequentemente, em nível nacional e mundial.

Objetivo

Estimar as emissões de GEE a nível local para os 5.570 municípios brasileiros, bem como propor soluções setoriais para mitigar emissões de GEE nas diferentes cidades.

Parceiros

O projeto é uma parceria entre ICLEI, Observatório do Clima, Ipam, Instituto de Energia e Meio Ambiente, Imaflora e Imazon e é financiado pela OAK Foundation, Instituto Clima e Sociedade e Climate and Land Use Alliance.