Governo Paulista promove lançamento internacional do Protocolo Climático de São Paulo

Até o momento, o protocolo já conta com 60 empresas e associações aderentes.

09 de dez de 2015

Lançamento do Protocolo em Paris © Governo do Estado de SP

Lançamento foi feito pela secretária Patrícia Iglecias em Paris

 

O Governo do Estado de São Paulo promoveu em 8 de dezembro o lançamento internacional do Protocolo Climático, na Embaixada do Brasil, na França, durante a COP 21. O Protocolo Climático de São Paulo é uma iniciativa de estímulo à redução das emissões e mitigação dos efeitos das mudanças climáticas no estado de São Paulo. Até o momento, o protocolo já conta com 60 empresas e associações aderentes. Na Embaixada do Brasil em Paris, 25 delas apresentaram casos de boas práticas de responsabilidade socioambiental.

“O lançamento internacional do Protocolo Climático de São Paulo foi uma riquíssima oportunidade para mostrarmos o compromisso do Governo do Estado de São Paulo e das empresas que atuam em nosso estado com o enfrentamento das mudanças climáticas. Juntos, vamos construir uma política climática ajustada à realidade de São Paulo, em conjunto com a iniciativa privada”, declarou a secretária Patrícia Iglecias.

Também foram assinados outros dois documentos. O primeiro é o memorando de entendimento para a captação de US$ 50 milhões para o Programa Nascentes, de restauração dos mananciais paulistas, assinado com o Funbio (Fundo Brasileiro para a Biodiversidade) e o R20 (Regions of Climate Action).

O segundo é o Protocolo de Boas Práticas Socioambientais para o Setor Financeiro, com a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), que funcionará como uma regulamentação estadual da normativa do Banco Central a respeito das políticas internas socioambientais das instituições financeiras atuantes no estado de São Paulo. Trata-se de documento com conteúdo inovador e avançado, que induzirá a melhoria das práticas socioambientais de bancos não aderentes aos Princípios do Equador.

O secretário de Meio Ambiente do Estado de Goiás, Vilmar da Silva Rocha, também presente no evento, assinou um termo de apoio ao protocolo paulista e manifestou sua intenção de promover ação semelhante em seu estado.

Matéria por Governo do Estado de São Paulo – Sistema Ambiental Paulista