Sorocaba e ICLEI entregam lâmpadas LED na nova Praça da Biodiversidade

Além da solenidade, a Prefeitura de Sorocaba entregará novas estruturas, realizará atividades educativas e gratuitas voltadas a pessoas de todas as idades.

06 de maio de 2016

Reprodução

Com atividades educativas, data marca a inauguração da Praça da Biodiversidade

 

O prefeito Antonio Carlos Pannunzio inaugura neste sábado (dia 7), às 9h, a Praça da Biodiversidade, uma área de aproximadamente seis mil metros quadrados localizada na marginal direita do rio Sorocaba, entre as pontes do Pinga-Pinga e Fernando de Luca. Além da solenidade, a Prefeitura de Sorocaba entregará novas estruturas, realizará atividades educativas e gratuitas voltadas a pessoas de todas as idades.

Iniciativa da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), a Praça da Biodiversidade é um espaço conceito no qual elementos da flora local, e outras estruturas, foram implantados com o objetivo de possibilitar abrigo e alimentação para animais da região, particularmente de pássaros, funcionando como um refúgio da biodiversidade.

“Nós criamos a Praça da Biodiversidade com condições para que o maior número possível da biodiversidade existente na área urbana do nosso município, ou seja, plantas, insetos e pequenos animais, principalmente pássaros, possam utilizar o espaço, seja para moradia, alimentação e até mesmo para se proteger”, explica o secretário do Meio Ambiente, Clebson Ribeiro.

A implantação da praça integra os projetos prioritários do Programa “Sorocaba a Cidade da Biodiversidade”, realizado pelo Governo Municipal. O programa visa fomentar medidas ousadas e inovadoras com relação à biodiversidade, com vista a assegurar os serviços dos ecossistemas existentes na cidade.

Os atrativos

No novo espaço a população terá a oportunidade de conferir os dois biomas existentes na cidade – Mata Atlântica e Cerrado – e conhecer um pouco mais da flora e da fauna que habitam Sorocaba. Para isso, foram plantadas 1.100 árvores de espécies nativas no local, como sibipiruna, jequitibá, quaresmeira e jerivá (exemplares da Mata Atlântica), e cambará, jatobá, ipê-amarelo, ipê-branco, angico-do-cerrado e barbatimão (representando o Cerrado). Além disso, o entorno da Praça da Biodiversidade ganhou outras 300 árvores nativas.

Além disso, a Praça da Biodiversidade conta com calçada acessível e iluminação com lâmpadas de tecnologia Diodo Emissor de Luz (LED). A vantagem em aplicar o LED na iluminação urbana é que a tecnologia utiliza menos energia para uma mesma iluminação. Outro ponto a destacar é que oferecem maior durabilidade, não contém mercúrio e tem alto índice de reprodução de cores, o que possibilita uma acentuada melhora na percepção de elementos que integram a paisagem urbana.

A implantação deste tipo de iluminação na praça é resultado de uma parceria entre Secretaria do Meio Ambiente e o ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade, por meio do Projeto Urban LEDS (Promovendo Estratégias de Desenvolvimento Urbano de Baixo Carbono), do qual Sorocaba participa.

“Sorocaba passou por um ciclo de planejamento para enfrentar as mudanças climáticas e estabelecer uma estratégia de desenvolvimento de baixo carbono. Este pequeno piloto com a substituição das lâmpadas incandescentes convencionais por lâmpadas LED na Praça da Biodiversidade gerará economia de energia para a Prefeitura e melhor iluminação e segurança para os visitantes da praça. Esperamos que a demonstração prática dos benefícios adicionais a redução de emissões de carbono, possibilite a implementação em escala e até replicação por outras Prefeituras”, destaca o presidente do Secretariado para América do Sul do ICLEI Pedro Roberto Jacobi.